Seguidores

25/08/2008

A barata!

Views
Talvez seja a fúria dos deuses, vai saber. Sempre tem aquele dia em que você acorda e acha que será como qualquer outro dia mas não, pode acontecer várias coisas inusitadas. Aquele dia em que você se depara com uma barata em seu apartamento e não sabe o que fazer, no meu caso eu soube muito bem o que fazer, sentei no chão e chorei como uma criança, um choro sentido que ainda imagino que não tenha sido só por conta de uma gigantesca e nojenta barata. Ela conseguiu aterrorizar de uma tal maneira minha vida que até em meus sonhos a desgraçada estava. Conclui que não sou uma pessoa forte como eu achava ser, me passou várias coisas pela cabeça enquanto eu chovara vendo aquela asquerosa, se eu tivesse alguém para me salvar daquele monstro e como seria aquele alguém, se eu ainda morasse com a minha mãe nada disso estaria acontecendo e como seria morar com ela ainda, se eu gritasse pelo meu vizinho gato como seria o depois da morte da barata, se eu tivesse comprado um exterminador de coisas monstruosas, como teria sido o dia da compra, em nenhum minuto se quer consegui me concentrar na morte daquela assustadora de menininhas, não conseguia parar de pensar, tinha tantos poréns para serem resolvidos na minha vida e justo naquela hora minha mente começou processar tudo e eu comecei a ficar apavorada em não conseguir resolver nem o problema da barata. Me senti uma inútil em não conseguir organizar meus pensamentos e logo me veio uma dúvida enorme. "Não consigo matar uma barata, não consigo para de chorar, não consigo parar de pensar. Como farei para resolver todos os problemas atuais e futuros??" Cristo, como é difícil, eu precisava de tantas coisas naquele momento, de um homem em minha vida, de um veneno para baratas, de um chinelo, de coragem. A única coisa que eu precisava era coragem, coragem de ligar para que eu realmente quero, coragem de bater na porta do vizinho, coragem de ir até o supermercado, coragem de pegar um chinelo, coragem para levantar do chão, parar de chorar enfrentar aquele monstro e o pior de tudo enfrentar os reais problemas. Mas tudo o que eu queria era continuar sentada alí, chorando e encarando a barata assim não precisaria colocar em prática todas as minhas estratégias, não precisaria ter o desgaste de alguma convivência, não precisaria me importar com nada, mesmo não consguindo para de pensar em TUDO. Até que, eu suspirei fundo e liguei, liguei chorando, soluçando sem conseguir falar direito, dizendo que o meu problema era a barata mas o problema nunca foi a barata, não era pra você vir me socorrer da barata, queria que me salvasse do tédio, da solidão, do dias inúteis, que trouxesse com você todo aquele bom humor, toda aquela graça que só você tem. A barata? Ah, você mataria depois, pois não importaria mais nada naquele momento, eu já estaria a salva mesmo. Meu maior medo nunca foi a barata, meu maior medo é não ter coragem e achar que nunca teria e realmente não tive. A minha aversão a bichos asquerosos foi uma desculpa, e você acreditou!

5 comentários:

Vanessa disse...

Cara, quem lê isso pensa q a barata usava "bomba", era mil vezes o tamanho original e saiu correndo atrás de vc pela sua casa inteiiira.
Mas eu te entendo pq eu tb tenho MTO medo d barata e não é pouco não.
Bom, agora vc já comprou um mata barata, talvez resolva seus problemas né, se bem q eu pra usar esse tipo de artefato precisa chegar perto desse ser nojento, por tanto já vou te adiantando q eu não consigo, + talvez vc tenha + talento do q eu né?! não sei.

Ah... eu fui ligar no seu cel. de Sto antonio e ligeui na sua casa, dai dpois toca meu cel. PLEASE DON´T STOP DE MUSICCCCCC.. eu atendo tda feliz e então ouço do outro lado da linha: "oi, seu numero está na minha bina, vc me ligou" dai eu olho no visor do cel. p/ saber se realmente eu vi "TATA" escrito, e eu então eu respondo algo parecido com: "é a vanessa amiga da tata, desculpa é q eu fui ligar pra ela no cel d sto antonio e acho q liguei errado" =x

Bom jeito de conhecer as maes das minhas amigas. auouahuoahuohouh

Beijo fofolete, te amo

Roberta disse...

ahhahaha.... nossa Tha... a barata devia ser giganteeesca... haha
mas eu gostei mto do seu texto...
=P

ah... quando sentir medo da "barata", liga pra mim... não vou poder ir ai matá-la... mas vamos ficar conversando até ela ir embora...
huahuahsuahsuaha

beijão

Nã :} disse...

você ligou mesmo e disse que existia uma barata de 2 metros de altura por 5 de altura ne?! auihsauio eu ate imagino. imaginei todas as situações do texto..
hsaiuoshiush
os reais problemas são parecidos com a barata, em geral ;p
hsaouishs

Márcia disse...

Se eu soubesse que todo aquele chororô era por um imenso ataque de solidão, tinha ido correndo te pegar no colo. Mas até as mães, de vez em quando pisam na bola. Perdão.
Amo você lindona!!!!!!!!

.Thá. disse...

ahh minha mãe é linda, né?

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails