Seguidores

18/05/2010

Um certo incômodo

Views
Eu sinto muito pelo incômodo. Mentira. Pra falar a verdade, eu não sinto nada. A sua inquietação sobre os atos alheios é um tanto quanto preocupante. Não pra mim. Como já disse. Eu não sinto. Eu não sinto por você, não sinto por ela, não sinto por ele e não sinto nem por mim. Tenho comigo que suas palavras, caras e bocas não fazem muita diferença. Se fizesse, creio que alguém já teria mudado seu jeito de ser, de pensar e passaria a ser um pouco mais como você. Mas ninguém está disposto a isso. Ninguém deseja ser uma pessoa amarga, ser uma pessoa confusa, ser um tanto quanto mórbida. Pois é, as vezes chego a pensar que sua vida se restringe à vida dos outros. Não, longe de mim super valorizar os meus momentos. Até porque, você já faz isso por mim. Mas cabe a mim, decidir o que é ou deixa de ser importante. Não sinto em dizer que alguém com características tão desprezíveis pré determinadas por mim, consiga ao menos definir o que sou, o que tenho, o quero ou o que irá acontecer.

5 comentários:

Renan disse...

Sei la pra quem foi direcionado isso, mais vejo que essa pessoa sofre de alguma doença demasiada de uma inveja absurda.Espero que não seja eu, rs.

Isadora disse...

Adorei o que você escreveu."Mentira. Pra falar a verdade eu não sinto nada." Achei sensacional.
Vivemos o tempo todo a nos preocuparmos com esta ou com aquela pessoas, pensando que não podemos fazer isso ou aquilo. Na verdade gostaríamos de dizer em algum momento: que se dane tal pessoa!
Um beijo

disse...

Pra quem é??? ADOREI! falou td e mais um pouco! Parabéns!

Nanny Micheletto disse...

Também queria saber pra quem é, apesar de pelas palavras brutas eu desconfio.
aiodhsiodashhdsi
Ficou mto bom!

Amanda Teles e Tamillys Camilo disse...

Olá,moça
Lindo demais seu blog!
Estamos seguindo...
Visita o nosso tb.
Bjim,linda!

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails